Debate no encontro com a Abracom

16 Mar , 2010 Sem categoria

O encontro com a Abracom (Associação Brasileira de Agências de Comunicação) foi encerrado com um debate entre Simone Soares, gerente geral de comunicação corporativa da Vale; Virgínio Sanches, superintendente de comunicação e sustentabilidade da Unimed-Rio; e Fabrício Saad, consultor em marketing digital. Como mediadora a jornalista Cristina Mello, consultora, pesquisadora em comunicação corporativa e diretora de branding do Nós da Comunicação.

O tema do encontro foi ‘2ª década do século XXI. O que muda no relacionamento entre empresas e agências de comunicação?’ e o bate papo gerou em torno da complexa relação entre as agências e organizações.

Um dos destaques debatidos foi importância de se contratar uma agência de comunicação de excelência, pois apenas ela tem a qualificação necessária para criar um ambiente de diálogo aberto e construtivo.

Um dos pontos altos do debate e descrito no site “Nós da Comunicação” foi:

Cristina Mello: afinal, como está o relacionamento entre empresas e agências de comunicação?

Simone Soares: Há um descompasso. Temos integrantes da geração Y sem background intelectual e precisamos de profissionais com visão sistêmica dos modelos organizacionais; hoje, somos tragados por metas e bônus e produtividade contabilizada por número de campanhas. O ritmo em que tudo é feito de forma imediata não nos dá tempo para refletir. A falta de aprofundamento dos profissionais de comunicação faz com que se perca a oportunidade de compreender o comportamento humano. O desafio é o estabelecimento de um diálogo.

Virgínio Sanches: O amadurecimento é um processo contínuo, sem fim. O diferencial está na rapidez e na abordagem exigida durante esse processo. As empresas estão em distintas etapas de maturidade na área de comunicação e, muitas vezes, temos mais dúvidas do que certezas.

Fabrício Saad: Muito se fala de comunicação integrada, temos as ferramentas disponíveis para isso, mas será que estamos preparados? É o impasse entre o desejo e a realidade do dia a dia. A relação entre empresas e agências de comunicação deve ser de mais parceria e menos de prestação de serviços. Percebo também que da parte de quem contrata há uma ignorância em relação aos processos internos das agências e, por outro lado, não vejo muita vontade das contratadas em contribuir nas estratégias das empresas.
 

Simone Soares ainda destacou que há uma tabela de preços para os serviços prestados, mas como dar valor à inteligência usada?

Dessa maneira, ficou claro que as empresas devem investir na verdadeira comunicação com profissionais que saibam exercer essa função.

Maiores detalhes sobre esse debate e o encontro em:

 

http://www.nosdacomunicacao.com/panorama_interna.asp?panorama=321&tipo=R

 

Mais uma vez parabenizamos a todos por esse encontro!


Comments are closed.

Assine nossa newsletter